23 de setembro de 2019

Infarto: 10 sinais que as pessoas desconhecem

Cerca de 100 mil mortes por infarto são registradas anualmente no Brasil


Por Redação Estereosom Publicado 18/06/2019

Infelizmente por total falta de conhecimento cerca de 100 mil mortes por infarto são registradas anualmente no Brasil, de acordo com dados da Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista (SBHCI). Dor no peito e formigamento no braço esquerdo são os sintomas clássicos do infarto, mas o coração dá outros sinais que não podem ser ignorados.

Muitas dessas vidas poderiam ser salvas se os sintomas do infarto fossem rapidamente identificados e a busca por socorro conseguida em um curto espaço de tempo. Frequentemente os pacientes negligenciam os sintomas de infarto, desta forma, levando a uma demora na procura para receber o atendimento adequado. Melhorar esse cenário e reduzir mortes por infarto não é só o tema da Campanha Coração Alerta, mas uma atitude para todos.

Segundo o cardiologista intervencionista e membro titular da SBHCI, Dr. Rodrigo Esper, reconhecer os sintomas do infarto é extremamente importante. “Cada segundo economizado no socorro de um infartado é válido. Tempo é músculo e quando o coração infarta, as sequelas podem se tornar cada vez mais graves e o paciente pode chegar a óbito caso não receba o tratamento a tempo”, revela Dr. Esper.  

Afinal quais são os outros sintomas que precisam ser reconhecidos e propagados? Como buscar socorro? O que dizer ao chegar ao pronto socorro com os sintomas citados? A Campanha Coração Alerta preparou uma lista com os 10 principais sinais de infarto. Confira:

  1. Dor no peito;
  2. Qualquer dor forte acima do umbigo;
  3. Dor nos braços, principalmente o esquerdo;
  4. Dores nas costas e pescoço;
  5. Dor na mandíbula;
  6. Suor excessivo;
  7. Náuseas e vômitos;
  8. Palidez;
  9. Falta de Ar;
  10. Sensação de desmaio.

Como ajudar alguém com os sintomas do infarto:

Caso você esteja ao lado de alguém que com esses sintomas seja rápido, procure socorro e acione o 193. Enquanto a ajuda médica não vem, procure agir da seguinte forma:

  • Tranquilizar e manter a vítima aquecida;
  • Salvo orientações médicas, não ofereça nada de comer ou beber. Se a pessoa não apresentar dificuldades para engolir e não ser alérgica, de para ela um comprimido de aspirina, que isso ajuda a prevenir coágulos sanguíneos;
  • Caso a vítima desmaie cheque sua respiração e pulsação. Se vítima não apresentar sinais vitais, inicie imediatamente os procedimentos de recuperação cardiopulmonar (massagem cardíaca) e chame o serviço de emergência.

Caso a vítima seja você

  • Tossir com força, profunda e prolongadamente, várias vezes. Não se esqueça de inspirar antes tossir;
  • Chamar alguém que possa prestar socorro;
  • Procure ajuda para rápido transporte a um hospital

Website: http://www.coracaoalerta.com.br